Translate

Mostrando postagens com marcador previsão. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador previsão. Mostrar todas as postagens

08 abril 2021

Previsões de curto ou longo prazo


As previsões meteorológicas de cinco dias agora são tão precisas quanto as previsões de um dia eram em 1980. As previsões modernas de 72 horas de rastros de furacões são mais precisas do que as previsões de 24 horas eram há 40 anos. Ninguém sabe até onde os meteorologistas podem levar suas previsões com precisão, mas eles estão tentando .

É uma história promissora de avanço científico, que pesquisadores em vários campos - da economia às doenças infecciosas - estão procurando replicar. E muitos formuladores de políticas estão apoiando modeladores com quantidades substanciais de recursos.

Fonte: aqui

Isto pode ser um alento para a Contabilidade, que resolveu arriscar e associar as informações contábeis com as previsões. Mas ao contrário da meteorologia, a Contabilidade não trabalha com situações de previsões diárias, com um feedback constante, que permite ajustar o modelo. 

24 janeiro 2021

Previsão e Contabilidade - 2


Na postagem anterior vimos que existe uma ênfase em se fazer previsão na contabilidade atual. Mas temos vários problemas com esta escolha. 

Aqui vamos enfatizar somente um aspecto: como melhorar a contabilidade, através da melhoria do processo preditivo. Quando a contabilidade lida com a previsão, geralmente isto não está explicito nas informações. O especialista sabe que o valor do passivo judicial de uma empresa depende, substancialmente, de previsão. Também sabe que uma decisão sobre a recuperabilidade dos ativos é apoiada nestas previsões. 

Uma das melhores maneiras que as pessoas aprendem é errando e corrigindo o erro. Entretanto, o processo contábil não permite que isto seja feito. Se o profissional fez uma estimativa que uma determinada causa não resultaria em um passivo para a empresa e errou, o usuário dificilmente saberá deste erro. Há algumas exceções. Algumas empresas divulgam suas principais projeções. Mas na maioria dos casos, é impossível saber aonde termina uma estimativa e começa uma projeção. A melhor maneira de saber se a mensuração realizada pela entidade através da previsão é adequada será através de um sistema que permita analisar seu grau de acerto. 

Fazer uma previsão de que o PIB deverá aumentar este ano pode ser fácil. Ou dizer que a sua vida irá mudar para melhor este ano é muito genérico. Os horóscopos geralmente se baseiam em afirmações amplas o suficiente para incorporar as mais diferentes possíveis situações. Por isto a leitura dos astros parece com charlatanismo. 

Mas especificar um valor para este acréscimo faz com que tenhamos melhores motivos para tentar acertar nossa decisão. Da mesma forma, indicar que um processo judicial não irá resultar em perdas para a empresa é uma previsão bem específica. Assim podemos saber se houve um acerto ou um erro na previsão. 

Observe que isto também pode ajudar os reguladores. Divulgando as previsões precisas das empresas, será possível perceber o quanto erramos e como isto interfere nos resultados apresentados nas informações. Se o erro for substancial e estiver atrapalhando a análise do desempenho da empresa, talvez seja melhor pensar em outra alternativa para mensuração contábil. 

Previsão e Contabilidade


Historicamente, a partidas dobradas não dependia substancialmente do processo preditivo. A partir dos meados do século passado, a questão da previsão começou a aparecer na contabilidade, seja na obra dos teóricos, seja nos documentos preparados pelas associações de profissionais contábeis. Com a criação do Fasb, nos Estados Unidos, e a adoção de sua filosofia na preparação de informações contábeis na maioria dos países, através do Iasb, a previsão passou a constar da estrutura conceitual. Sob a denominação de valor preditivo, a informação contábil deveria permitir que o usuário fizesse inferências sobre o futuro da empresa e também confirmasse suas previsões passadas. 

Aqui é importante fazer uma distinção entre os termos estimativa e previsão. A estimativa é geralmente utilizada na literatura contábil sem uma associação com o futuro. Quando o profissional calcula a depreciação mensal de um equipamento, é necessário fazer uma estimativa da vida útil deste ativo, para a determinação do valor da despesa. Da mesma forma, quando é feito o levantamento do estoque através do inventário periódico, estima-se o valor do custo a partir da fórmula (CMV = Estoque Inicial + Compras - Estoques Final). Nos dois exemplos, o futuro não é a parte relevante no processo de mensuração, embora esteja mais forte na primeira situação. 

Já a previsão tem uma associação mais estreita com o que irá ocorrer no futuro. Com base nos processos judiciais anteriores, é possível prever que a empresa deverá ter sucesso em uma determinada causa, e irá vencer. Assim, a contabilidade não irá reconhecer no passivo este processo. 

O que a estrutura conceitual enfatiza é o chamado valor preditivo. Há uma discussão inicial se o valor preditivo é do preparador da informação ou se, com base nas informações apresentadas, deve ser do usuário. Quando a norma enfatiza o valor justo, parece que a responsabilidade está sob os ombros do preparador. 

Imagem: aqui

03 dezembro 2020

Sobre a questão da previsão

A recente eleição do presidente dos Estados Unidos trouxe uma discussão sobre as pesquisas eleitorais. A vitória de Biden parecia bem mais fácil nas pesquisas do que foi na prática. Na eleição passada, as pesquisas tinham apostado em Clinton, mas Trump venceu. 

Entre as discussões, um texto trouxe alguns considerações interessantes:

Uma previsão cuidadosamente construída é (muito provavelmente) melhor do que a alternativa. Ou, para citar uma frase de Bill James que Andrew usou, “A alternativa para boas estatísticas não é nenhuma estatística, são estatísticas ruins”.

O que aconteceria se não houvesse previsões profissionais de grupos como a equipe do Economist ou analistas profissionais como Nate Silver? (...) Ou talvez eles questionem ansiosamente amigos e vizinhos (na verdade, provavelmente há algumas informações valiosas lá , mas apenas se agregarmos as pessoas!), Ou extrapolem a partir da atenção dada aos candidatos na televisão pública, ou quantos sinais eles veem em pátios ou janelas próximos , ou examinar folhas de chá, observar entranhas de animais mortos, etc. 

Uma alternativa que já existe são os mercados de previsão. Mas é difícil argumentar que eles são mais precisos do que uma previsão cuidadosamente construída [isto é controverso]. (...)

Imagem aqui

22 agosto 2020

Imprevisão e contrato jurídico

 

Muito conhecida no universo jurídico e também sempre debatida sobre o aspecto da previsibilidade ou não do acontecimento, a Teoria da Imprevisão vem sendo bastante discutida nesses tempos de pandemia.

Diante do cenário que estamos experimentando nos últimos meses, somado às incertezas, inclusive, sobre quando tudo isso passará, parece-nos adequado olharmos as relações contratuais pela ótica da imprevisibilidade da situação atual, sendo os caminhos do diálogo e da negociação os mais indicados para os contratantes.

No entanto, quando tais caminhos não levam a uma convergência, pode o Judiciário, com o uso da Teoria da Imprevisão, buscar o reequilíbrio das relações, como forma de ajustá-las e se alcançar o melhor ponto possível para as partes.

Tal posicionamento do Judiciário se mostra admitido quando nos deparamos com relações comuns. Porém, em um cenário de recuperação judicial, poder-se-ia admitir o uso da referida teoria? (...)

Fernando Pompeu Luccas - Valor Econômico - Teoria da Imprevisão aplicada à recuperação - 21 de agosto. Imagem aqui

16 agosto 2020

Futuro no Cinema

 

Há muitos filmes que falam do futuro. Eis uma relação (via aqui) de alguns e o ano onde se passa a ação.

E a contabilidade? - fazendo previsões sobre o fluxo de caixa futuro das unidades de negócios. 

19 julho 2020

Efeito do Covid sobre as previsões

O gráfico mostra a estimativa do lucro por ação do JP Morgan. A estimativa é trimestral, desde 2019 até o último trimestre de 2020, sendo o ponto vermelho a melhor estimativa e o ponto verde a maior. O ponto cinza é o valor observado. Em 2019 a estimativa sempre esteve aquém do valor observado. Mas o ano de 2020 mudou isto. No primeiro trimestre, a estimativa esteve bem acima do valor observado.

Além disto, há outro aspecto que se destaca: a distância entre o menor valor e o maior valor aumentou. Em termos técnicos, a dispersão aumentou, especialmente nos dois primeiros trimestres de 2020.

Contabilidade - Parte da contabilidade é nos dias atuais previsão. O gráfico mostra que as previsões estão mais dispersas. Como fazer uma estimativa de fluxo de caixa das provisões ou dos ativos sujeitos à recuperabilidade neste ambiente? A elevada dispersão permite uma maior "flexibilidade" nesta previsão. Como o auditor lida com uma previsão otimista (ponto máximo do gráfico), se sua opinião é pessimista (ponto mínimo)?

29 abril 2020

Bola de cristal ruim

A imprensa divulgou as projeções realizadas pelo Focus para a economia deste ano e do próximo. A estimativa é recessão forte em 2020 (3,34%) e recuperação em 2021. Mas é possível acreditar nisto? Segundo o histórico destas previsões a resposta é não. Veja um texto sobre isto:



Os analistas esperam uma recessão este ano nas principais economias e uma recuperação da atividade econômica em 2021. Esta coluna pergunta quão credíveis são essas previsões de recuperação. O recorde passado não é inspirador: os analistas tiveram pouca capacidade de dizer com antecedência se uma recessão terminará em recuperação e continuará por mais um ano. As escolhas de políticas, particularmente no estímulo fiscal, são mais orientadas por cenários de pior cenário do que pelas previsões básicas de recuperação.