Translate

Mostrando postagens com marcador nome. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador nome. Mostrar todas as postagens

14 junho 2020

Quando a arte parece profunda

Muito interessante um experimento com mais de 800 participantes para ranquear o grau de profundidade de uma imagem de arte abstrata. O que os pesquisadores fizeram foi incluir um título na obra, que poderia ser um título pseudo-profundo (exemplo: O Eco Surdo), título mundano (Tela n. 8) e nenhum título. E o título funcionou, influenciando a percepção de profundidade.

Eis uma frase interessante dos autores:

nós discutimos o potencial desses resultados (...) como uma estratégia de baixo custo para ganhar vantagens nos domínios do prestígio.

Os autores usam o termo "Bullshit" (besteira, na tradução), sendo discutido o termo na ciência. Segundo o artigo, "bullshit" faz a arte parecer profunda, que corresponde ao título do artigo.

Turpin, Martin H et al. Bullshit makes the art grow profounder. Judgment and Decision Making, vol. 14, n. 6, nov. 2019, 658-670

(Mais um exemplo onde não temos "a essência sob a forma")

02 janeiro 2019

Nomes dos Municípios Brasileiros

O Brasil possui hoje 5770 municípios. O que não falta é criatividade para dar nome a cada um deles. Muitos possuem nomes de pessoas, conhecidas ou não. Outros expressam sentimentos (Feliz, no Rio Grande do Sul, é o melhor deles), desejo (Fortuna, no Maranhão) ou parecem propagandear suas qualidades (Xangri-lá, Belo Horizonte, além de seis com o nome de Paraíso). Vinte e três municípios começam seu nome com Boa: Esperança, Hora, Nova, Ventura, Viagem e Vista. Com Bom são outros quarenta.

Em razão da nossa herança, 148 municípios começam com Ita ou pedra na língua dos índios. Mas existem muitos nomes geográficos: começando com "Alto" são 27, com Barra, 32, Lagoa, Lago, Lagão e Lagoinha somam 43, Monte e Montanha são 31, Porto 37, Riacho, Riachão e derivados são 19, sem falar em 22 municípios com o nome de Ribeira. Se alguém diz que é "do Rio" realmente não esclarece muito: são 62 locais que começam com Rio. Dizer que é de Presidente também só confunde: 26 casos, incluindo os municípios de "Presidente Bernardes", "Presidente Dutra", "Presidente Juscelino", "Presidente Kennedy" e "Presidente Medici" que existem em dois estados distintos.

Se você gostaria de algo novo, 138 municípios começam com "Novo" ou "Nova", sem contar Brasil Novo, Lajeado Novo e outros.

Mas parece que nada bate dois grupos de nomes.

O primeiro são aqueles começados com Santa, Santo ou São. Somando tudo, são 547 municípios, incluindo o maior do Brasil em número de habitantes. Isto corresponde a quase 10% dos nomes.

Este percentual também ocorre no segundo grupo: o de nomes repetidos. Entre aqueles municípios que você precisa dizer o nome e o estado onde fica localizado temos nomes próprios (Antônio Carlos), geográficos (Barra de São Miguel), de pedra (Turmalina), indígena (Tabatinga), de fast-food (Salgadinho), de riqueza (Prata), de árvore (Pau D Arco)... Até nomes que muitos talvez não considerem bonitos podem se repetir: Turvo, Cantagalo, Tapejara, Taperoa, Tapira, Tapiraí, Itaporanga, Itapiranga, Ipueiras, Piranhas ... Alguns nomes se repetem até quatro vezes: Planalto, Bonito, Santa Helena, Santa Luzia, São Francisco e Vera Cruz. Dois nomes foram usados por cinco municípios: São Domingos e Bom Jesus. Mas para quem nasceu em um destes locais, certamente só existirá um São Domingos ou um Bom Jesus.

Nos próximos anos novos municípios serão criados. Alguns talvez mudem de nome. Mas nada equipara a Não me Toque, no Rio Grande do Sul. O município, criado em 1954, tem várias versões para o seu nome. Em 1971 seu nome foi alterado para Campo Real. Mas uma campanha entre seus habitantes fez com que um plebiscito decidisse pela volta do nome original. Noli me tangere.

22 janeiro 2018

Rir é o melhor remédio

Os moradores de Fucking, na Áustria, convivem com um problema: os turistas, que roubam as placas indicativas da cidade. Com 104 habitantes, o roubo significa mais impostos (e atrai turistas). O mesmo acontecia com Shitterton, na Inglaterra. Lá o problema foi resolvido da seguinte forma: a população encomendou um bloco de pedra, de 1,5 tonelada, com o nome da cidade. Problema resolvido.

Outra placa alvo dos "turistas" é o sinal em East Kent, a meia milha de Ham e perto de Sandwich:



Fonte: Aqui

13 fevereiro 2014

Sobrenomes da Europa

Muito interessante o gráfico abaixo (clique na imagem para ver melhor): mostra os sobrenomes mais comuns em cada país da Europa. Em Portugal é Almeida, na Espanha é García, na Itália é Rossi. Você já ouviu falar do atacante Muller, da Alemanha? Qual deles? É o sobrenome mais comum na Alemanha.


19 janeiro 2012

Nome em Estádio

Para as empresas que pretendem comprar o direito de nomear um estádio de futebol no Brasil (incluindo o Itaqueirão)


Victor Niederhoffer analisou o desempenho de empresas que compram direitos de nomeação [de estádios entre] 1990 a 2001, em seu livro Practical Speculation. Estas empresas perdiam do S & P 500 uma média de 8% no ano em que era nome de um estádio e uma mediana de -27% três anos mais tarde.

Niederhoffer atribuí a "maldição do estádio" a arrogância [das empresas].


Fonte: Aqui

Foto do Enron Field, que a empresa Enron comprou os direitos por 30 anos, por 100 milhões de dólares, em 2000! Dois anos mais tarde revendeu por 2 milhões.


29 dezembro 2011

Nomes valiosos na internet

O ano termina com algumas negociações de nomes de endereços na internet. Não foi quebrado o recorde histórico, mas os valores envolvidos em alguns sítios foram expressivos. Os cinco endereços mais caros, pelo valor de venda em 2011 (em dólares):

Answer.com = 550 mil
Runningshoes.com = 700 mil
Vu.com = 700 mil
Aktien.de = 725 mil
Domainname.com = 1 milhão
Social.com =2,6 milhões

Fonte: aqui

06 dezembro 2011

Nomes mais Comuns

1. Maria = 13,3 milhões
2. José = 7,8 milhões
3. Antônio = 3,6 milhões
4. João = 3,0 milhões
5. Francisco = 2,2 milhões
6. Ana = 2 milhões
7. Luiz = 1,5 milhão
8. Paulo = 1,4 milhão
9. Carlos = 1,4 milhão
10. Manoel = 1,3 milhão
11. Pedro = 995 mil
12. Francisca = 854 mil
13. Marcos = 824 mil
14. Raimundo = 821 mil
15. Sebastião = 799 mil

Segue Antônia, Marcelo, Jorge, Marcia, Geraldo, Adriana, Sandra, Luís, Ferando, Fábio, Roberto, Márcio, Edson, André, Sérgio, Josefa, Patrícia, Daniel, Rodrigo, Rafael, Joaquim, Vera, Ricardo, Eduardo, Terezinha, Sônia, Alexandre, Rita, Luciana, Cláudio, Rosa, Benedito e Leandro.

Fonte: Estado de S Paulo, 30 nov 2011, C10 (figura, aqui)


01 junho 2010

Nome como ativo

postamos anteriormente casos de nomes da internet que representam ativos. O trecho a seguir, do Estado de São Paulo, revela situações ocorridas no Brasil:

O empresário Ricardo Vaz Monteiro fez um investimento que rendeu mais de 133.000% em cinco anos. Em 2004, muito antes de a palavra portabilidade entrar para o vocabulário do brasileiro, ele registrou o domínio do termo na internet com a extensão .com.br - para isso, pagou R$ 30. Cinco anos depois, com as empresas disputando clientes que queriam mudar de operadora mantendo o número antigo, a palavra portabilidade ganhou valor. Em 2009, Monteiro vendeu o domínio à Claro por R$ 40 mil.

(...) Segundo o especialista - que até escreveu um livro sobre o tema, chamado Escolha seu.com -, as principais características de um bom investidor em domínio são a simplicidade e a paciência. “O melhor é escolher um nome simples e esperar que ele se torne valioso. Não adianta escolher uma marca já conhecida, porque isso configura a má-fé de vender posteriormente para o natural proprietário.”

Encontrar um bom conceito não registrado e esperar que alguém se interesse por ele é o que fazem profissionais que têm a venda de domínios como primeira ou segunda carreira. “É uma atividade de microempresas e de home office, que exige pouco investimento”, diz Monteiro.

Segundo Lauro de Lauro, empresário que comprou a Nomer de Ricardo Vaz Monteiro, a reserva de domínios cresce também entre pessoas físicas. Ele diz que os nomes registrados com CPFs já representam 46% dos 27 mil clientes com sites ativos da Nomer. “Comprei a Nomer para complementar o trabalho da Dualtec, que atende grandes clientes”, diz ele, referindo-se à empresa que fatura R$ 12,5 milhões por ano.

Nos sites especializados em domínios, a esperança de tirar a sorte grande é alimentada por blogs que anunciam negócios polpudos: a mais recente, que circula sem a identificação do felizardo vendedor, dão conta da venda do domínio “imóveis.com.br” por cerca de US$ 500 mil.


Domínio de internet dá lucro de até 133.000% - Fernando Scheller - 1/6/2010 - O Estado de São Paulo

16 março 2010

Nome

O nome pode ser um ativo. No livro de Teoria da Contabilidade (Niyama e Silva, p. 138) apresenta-se o exemplo da MXN que comprou um domínio da Internet por 9 milhões de dólares, sendo portanto um ativo. Eis a relação dos domínios mais caros do mundo:

  1. Insure.com – valor de 16 milhões de dólares. Originalmente foi adquirido por 1,6 milhão, em 2001, e vendido em 2009.
  2. Sex.com – valor de 14 milhões de dólares em 2006 pelo dono do domínio original, de 1994.
  3. Fund.com – valor de 9,99 milhões de libras, comercializado em 2008. Diz respeito a área financeira.
  4. Porn.com – comprado por 9,5 milhões em 2007
  5. Diamond.com – relacionado com a venda de diamantes e custou 7,5 milhões em 2005.
  6. Business.com – adquirido por 7,5 milhões em 1999
  7. Beer.com – vendido em 2004 por 7 milhões de dólares
  8. Israel.com – comercializado em 2008 por 5,88 milhões. Sua aquisição ocorreu diante do medo de que pudesse ser usado de maneira inadequada.
  9. Casino.com – 5,5 milhões, pagos em 2003
  10. Toys.com – 5,1 milhões, em 2009

Fonte: aqui

29 novembro 2009

Quantas pessoas como eu?

Este serviço está disponível nos EUA. Mas não deixa de ser interessante verificar a existência de uma pessoa com o nome igual ao seu. Digitando seu nome e sobrenome aqui irá aparecer o número de xarás. São 52 358 César e 144041 Silva, existindo provavelmente 24 Cesar Silva nos EUA.

14 maio 2009

Curiosidade estatística

Qual a relevância disto? Nenhuma, acho. Mas é interessante. Última letra do nome de garotos nos Estados Unidos. Em 1906:



E em 2006:

08 dezembro 2008

Nome tem Valor

A seguir, na tabela, a prova de que nome tem valor. Trata-se da lista de venda dos dominios na internet, o valor de venda e o ano.



Fonte: So What Are Domain Names Worth?

Fiz de curiosidade uma regressão entre valor e ano para verificar se o preço pago pelos domínios está diminuindo ou aumentando com o passar do tempo. O resultado mostrou a inexistência de relação entre as duas variáveis. Em outras palavras, o valor do domínio não segue um tendência no tempo.

02 novembro 2007

Nomes populares

Os nomes mais populares em Nova Iorque:

1. Michael
2. Daniel
3. Mathew
4. Joshua
5. Justin
6. David
7. Christopher
8. Joseph
9. Anthony
10. Jayden

03 agosto 2007

Análise temporal


E como seria no Brasil? A figura mostra a popularidade de alguns nomes de pessoas no tempo. O nome Aiden tornou-se popular nos últimos anos. Já Farrah era popular no final da década de setenta (devido a "pantera"?). Mary e David, nomes mais populares, perdem espaço nos últimos anos. Fonte, aqui

22 maio 2007

Nomes fazem diferença

Pesquisadores descobriram que nomes de mulheres como Anna, Emma e Elizabeth tem menos chance de estudar matemática ou física depois dos 16 anos. Clique aqui para continuar a ler

16 maio 2007

Duas histórias de avaliação

Duas histórias interessantes de avaliação. Na primeira, um nome da internet foi vendido por 9 milhões de dólares.

Na segunda, informa que a venda da Chrysler pela Daimler foi, na verdade, um pagamento da Daimler para a Cerberus, para se livrar o passivo trabalhista de 18 bilhões. Ou seja, a transação para Daimler representou uma prejuízo muito maior do que o divulgado.