Translate

02 novembro 2019

Viés da Atribuição

Sobre o viés da atribuição, uma resposta no Quora 

Você por acaso reconhece alguns desses cenários?



  • Quando a Letícia tirou nota 2 na prova, você automaticamente assumiu que foi porque ela era preguiçosa e não se importou em estudar.
    Mas quando você tirou 2 em uma prova, foi porque o professor não te ensinou bem a matéria e as questões da prova eram muito difíceis.
  • Quando a Letícia te cortou na estrada, você automaticamente assumiu que ela era arrogante, desagradável e imprudente.
    Mas quando você cortou a Letícia na estrada, é porque você tinha que ir à algum lugar e estava com pressa.
  • Quando a Letícia chegou atrasada para o encontro, você automaticamente assumiu que ela simplesmente não se importava com a sua companhia ou com o seu tempo.
    Mas quando você chegou atrasado para encontrar com ela na manhã seguinte, é porque o seu carro estava sem gasolina e você teve que parar em um posto para abastecer.
Percebe o padrão?


Quando a Letícia é responsável por algo ruim, você atribuiu aquele evento à personalidade dela.

Ela foi mal na prova?


Ela é preguiçosa e não estuda.

Ela te cortou na estrada?


Ela é arrogante e imprudente.

Ela se atrasou para o combinado?

Ela não respeita o tempo das pessoas.

Mas mal sabia você que ela foi mal no teste porque o seu cachorro morreu.

E que ela te ultrapassou porque a sua filha estava no hospital.


E que ela estava atrasada ao encontro porque o carro dela quebrou.

Ainda sim, quando esses mesmos eventos acontecem com você, você atribui eles a fatores circunstanciais fora do seu controle. Você não atribuiu esses eventos a sua personalidade como quando você fez com a Letícia.

Isso é chamado de Viés de Atribuição.

Você foi mal no teste?

Professor incompetente e questões difíceis!

Você cortou a Letícia na estrada?

Não tinha o que fazer, você estava atrasado para algo importante!

Você estava muito atrasado para o encontro?


Bom, você teve que passar no posto para abastecer!

Leva menos de 10 segundos para ter consciência que esse tipo de pensamento tendencioso existe nas suas decisões, e é na verdade uma armadilha muito fácil de cair.

Reconhecer que o viés de atribuição existe e evitar o seu pensamento preconceituoso é um passo necessário para se desenvolver empatia.

A empatia é muito importante para diminuir a nossa ignorância e preconceito para que possamos nos tornar uma sociedade melhor.

O que eu posso aprender agora em 10 segundos que será útil para o resto da minha vida?
Peter Heinz - estudou em Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2018) - Tradutor ·Traduzido em 21 de outubro
Kevin Luo - BBA, Business Administration, University of Michigan Ross School of Business (2017) - Original author

2 comentários: