Translate

07 janeiro 2009

Por que os professores de contabilidade não Blogam?

Esta pergunta foi feita por David Albrecht (Why Accounting Professors Don´t Blog) e a discussão pode ser extendida para o Brasil. Com efeito, existem pouquíssimos blogs de contabilidade no Brasil (do Alexandre Alcântara, do Marcos César, do Lino Martins, entre outros). Para uma profissão com mais de 500 mil profissionais registrados é muito pouco.

Enquanto nos Estados Unidos existem mais de 50 blogs em medicina, 100 em direito e uma grande quantidade em economia, o número em contabilidade é muito reduzido. Albrecht considera que os professores dos Estados Unidos não blogam pelas seguintes razões:

a) A atividade de blogar não conta na carreira acadêmica, ao contrário de publicar artigos em periódicos ou mesmo “dar aula”
b) Ênfase, por parte da elite acadêmica, na “accountics”. Este modelo de pesquisa e publicação na contabilidade deixa de lado o juízo de valor e a opinião, valores que são enfatizados na atividade de ter um blog
c) A natureza dos professores de contabilidade, que são conservadores e tradicionais, resistindo às mudanças.

Analisando os argumentos de Albrecht podemos dizer que são válidos também para o Brasil. Ter um blog não conta na Capes ou numa carreira acadêmica (sequer é considerado relevante. Veja, a título de exemplo, a página do meu departamento , da Universidade de Brasília, que não tem um vínculo para este blog.)

O segundo argumento também é válido. Hoje os professores pesquisadores estão mais preocupados em baixar dados da Economática, fazer testes estatísticos e, a partir daí, tentar propor uma teoria.

O terceiro aspecto também é válido. O conhecimento de internet é escasso e alguns sequer sabem que construir um blog é muito simples nos dias de hoje. Alguns sequer conhecem os instrumentos de agregação de notícias, como o Google Reader (se o leitor não conhece, vale a pena conhecer. Entre na página do Google, cadastre usando um e-mail e faça um link para seus endereços preferidos, incluindo este, obviamente. Toda vez que tiver uma alteração no seu endereço você pode ter acesso através do Reader. Para vocês terem uma idéia, no meu Reader eu recebo em torno de 800 a 1000 alterações por dia, alterações que me ajudam a fazer atualizações diárias no Contabilidade Financeira.).

Acrescento um quarto elemento à lista de Albrecht. Ter um blog requer muito trabalho e dedicação. Temos que ter uma rotina diária, que muitas vezes consome um bom tempo.

8 comentários :

  1. Professor, que tal monetizar o blog, com o Google AddSense ou afiliados submarino, por exemplo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Regis, de vez em quando colocamos alguns links, mas percebemos que não ajuda muito. Tivemos problemas com o AdSense. Agradecemos a dica e o interesse.

      Excluir
  2. Olá Prof. Tibúrcio, adorei essa matéria! Mas seria bom que a realidade fosse outra. Realmente temos uma deficiência muito grande de criatividade por parte dos professores da área de Ciências Contábeis. Como tenho intenções "docentes contábeis", pretendo usar o meu blog como fonte de consulta, leitura e atualização para meus futuros alunos. Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claudia, podemos perceber que aos poucos há melhorias. O seu blog é sensacional e ótima fonte de consulta. Publique mais sobre as suas experiências como docente! As suas postagens certamente enriquecem o debate virtal relacionado a contabilidade pública.

      Excluir
  3. César

    A situação começa a melhorar, fiz um levantamento e constatei que outros professores começaram a usar Blogs como forma de divulgaçao de noticias relacionadas à temática contábil, bem como canal de exposição de suas posições em relação aos mais diversos asuntos da área.
    O fruto desta pesquisa resultou em novo Blog: http://blogsdecontabilidade.blogspot.com.

    Alexandre Alcantara
    www.alcantara.pro.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alexandre, o "blogs de contabilidade" está no nosso Blogroll e é visível o aumento de cadastrados. Parabéns pela iniciativa.

      Excluir