Translate

11 agosto 2015

IFRS no Japão

Recentemente um grupo de empresas japoneses relativamente jovens, como Softbank e Rakuten, anunciaram a adesão das normas contábeis do Iasb. Segundo Noriyuki existem razões para este movimento. Primeiro, o fato de estas normas facilitarem a comunicação com os investidores. Segundo, estas empresas, ao contrário das antigas, ainda não investiram pesadamente nos padrões japoneses, sendo mais fácil de introduzir a mudança. Terceiro, a alteração nas normas pode levar a mudança na mensuração de ativos, passivos e resultado, para mais ou para menos, fazendo com que as antigas fiquem hesitantes em adotar estas normas.

Em 2007 o Iasb fez um acordo com o Conselho de Normas japonês para uma adoção futura das IFRS. Em 2014 o número de empresas que adotaram ou planejam adotar as normas internacionais é de 67, bastante reduzido em relação ao mercado japonês. Segundo Noriyuki, “normas nacionais podem coexistir com as IFRS por um período de tempo, mas a tendência para a adoção de uma linguagem contábil universal deve acelerar nos próximos anos”. O Japão procura desenvolver uma versão da IFRS.

Um comentário :

  1. Muito interessante ler artigos como esses, pois sou contador e tenho grande interesse em saber o funcionamento das normas contábeis em outros países. Quem sabe um dia estar até trabalhando com o contabilidade em outro país.

    ResponderExcluir