Translate

16 dezembro 2017

A quem interessa a restrição no uso do dinheiro?

As autoridades reguladoras de diversas partes do mundo impõe limites para o volume de dinheiro que uma pessoa pode carregar. Agora, na Europa, há um projeto de lei limitando a quantidade de dinheiro que um cidadão pode ter sem que seja considerado suspeito: 10 mil euros. Além disto, as pessoas devem declarar somas em poder quando entram e saem da comunidade europeia.

A justificativa é sempre a mesma: atividade criminosa (foto ao lado, as malas encontradas num apartamento de Salvador). As pessoas que andam com muito dinheiro em espécie, geralmente estão praticando alguma atividade criminosa, como lavagem de dinheiro, terrorismo ou corrupção. Assim, as normas tem a finalidade de combater o crime e as normas possuem essa finalidade.

Enquanto isto, a lavagem de dinheiro feita através de instituições financeiras localizadas em paraísos fiscais, como Panamá, Suíça ou Luxemburgo, é tolerada. Parece incoerente. Mas talvez o problema esteja no fato de que as autoridades não apresentam todos os motivos que levam a impor restrições ao uso do dinheiro vivo.

Em alguns países desenvolvidos, o dinheiro em espécie ainda é muito usado como meio de pagamento. É o caso da Alemanha, onde a população ainda tem restrição no uso do cartão de crédito ou de débito. Assim, as medidas restritivas ao transporte de dinheiro físico também é uma forma de reduzir esta resistência ao meio eletrônico de pagamento.

A moeda corrente possui alguns “inconvenientes” e estas medidas restritivas podem ajudar a combatê-los. O blog Wolf Street cita quatro. Em primeiro lugar, o dinheiro físico não tem intermediário, seja ele um banco ou uma gestora de cartão. Como consequência, não é possível cobrar uma percentagem em cada transação, como ocorre com as transações com cartão de crédito ou de débito. Segundo, o dinheiro impede o controle do governo e das companhias. Quando você usa seu cartão para fazer uma compra, a administradora fica sabendo dos seus gostos e hábitos. E esta informação é valiosa. Isto inclui pagamentos de noitadas em motéis, inferninhos, consumo de bebida, viagens de turismo e muito mais. Este é o terceiro ponto: a privacidade do dinheiro impede e restringe a liberdade pessoal. Finalmente, o dinheiro pode limitar a experimentação monetária dos governos.

A comodidade do pagamento eletrônico possui um preço.É alto para você?

15 dezembro 2017

Nota: orçamento CFC 2018

 Por Eliedna Barbosa

Em tempos de crise, quando tanto se fala em cortar gastos, termos como eficiência, governança no setor público, accountability, são ressaltados. Contudo, parece que o Conselho Federal de Contabilidade (CFC) sinaliza dificuldades em fazer o dever de casa.

O CFC publicou essa semana a Resolução CFC N.º 1.535/2017 que aprovou sua proposta orçamentária para 2018, no montante de R$ 74.656.700,00, gerando um aumento de mais de 7,4 milhões ou 11% nos gastos em relação ao orçamento vigente, que é de R$67.175.000,00. Cabe destacar que, desse valor acrescidos para 2018, mais de 5,7 milhões foram só na despesa “Serviços”.

Mas, o que chamou a atenção foi que no final do mês passado, o CFC divulgou que os valores das anuidades, taxas e multas devidas aos Conselhos Regionais de Contabilidade (CRCs) para o exercício de 2018 não foram reajustados, justificado pela crise econômica que afeta o país.

Diante dos fatos, fica a pergunta: como aumentar mais de 11% no orçamento, um percentual muito acima da inflação do período, quando suas receitas, basicamente, serão as mesmas do ano anterior?

Frase

"BR Distribuidora provavelmente tem a melhor governança corporativa de todas as empresas listadas no novo mercado".

Pedro Parente, presidente da Petrobras.

Ainda


Os problemas da empresa Steinhoff estão sendo investigados pelo regulador da África do Sul. Isto também inclui o trabalho da Deloitte como auditor da empresa. A empresa comercial declarou que irá refazer suas demonstrações por erros contábeis. Enquanto isto, o preço da ação da empresa desabou (figura).

Mais aqui

"Não quero receber"

Um país pode arrecadar 250 milhões de dólares de uma empresa e recusa. Parece algo estranho, mas aconteceu com Luxemburgo. A Comunidade Europeia decidiu que o pequeno país deveria cobrar este valor de uma empresa em impostos atrasados. Entendeu que Luxemburgo cobra menos imposto e que isto configuraria uma ajuda ilegal para a empresa.

Luxemburgo contestou a decisão. A empresa é a empresa comercial Amazon, que usa Luxemburgo como uma forma de planejamento tributário. Por conta disto, a Amazon possui 1500 funcionários no país que possui uma população de 500 mil habitantes. Além da Amazon, a Comunidade Europeia também tinha determinado cobrança de 26 milhões de dólares da Fiat, que Luxemburgo contestou.

A Irlanda, outro “paraíso fiscal”, também afirmou que não iria cobrar 13 bilhões de dólares da Apple e estaria recorrendo.

Rir é o melhor remédio

A diferença entre o designer e o cliente:






14 dezembro 2017

Confiança

Diversas pesquisas realizadas no Brasil mostram que a nossa população tem muita desconfiança do congresso, do presidente, dos políticos, ...

Talvez esta falta de confiança nas instituições não seja algo específico do Brasil. Os gráficos a seguir são de uma pesquisa nos Estados Unidos:




No primeiro gráfico é possível perceber que a confiança no congresso, na suprema corte e na presidência caiu dos níveis "elevados" existentes na década de 70 (40, 45 e 50%, aproximadamente) para valores reduzidos de agora: abaixo de 40% para a suprema corte e a presidência e abaixo de 10% para o congresso). A confiança na imprensa também reduziu (segundo gráfico), assim como nas instituições econômicas (gráfico 3, com bancos, trabalho e grandes negócios), especialmente após a crise de 2008. Finalmente, a fé na medicina, escola e religião também tiveram uma redução nos últimos anos. A crença na medicina caiu de 90% para 40%.

O gráfico a seguir talvez seja uma exceção:
A confiança na polícia, nos militares e na justiça criminal manteve-se constante ou tiveram um aumento nos últimos anos. Os dados são do Gallup.

Ilusão

Eis algumas ilusões de ótica:

Você consegue ver 16 círculos?
Esta fotografia está estranha?
Quantas pernas você percebe na fotografia abaixo?
Mais aqui

Frase


"O BNDES é como o Godzilla pisoteando o terreno da decisão corporativa." (Daniel Moss)

Rir é o melhor remédio

Sombras ao som de "What a Wonderful World"


Hand Shadow - Raymond Crowe at Royal Variety Show from RAYMOND CROWE on Vimeo.

13 dezembro 2017

IPO da BR

A Petrobras levantou cerca de R$ 5 bilhões com a abertura do capital de sua subsidiária de distribuição decombustíveis BR Distribuidora, ao precificar o IPO em R$ 15 a ação, de acordo com informações da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta quarta-feira (13).

A oferta de ações da líder do mercado de combustíveis no Brasil ficou no piso da faixa indicativa de preços, estimada entre R$15 reais e R$ 19.


Fonte: Aqui

A oferta de ações pode reduzir o endividamento, mas também pressionar por uma melhor gestão da empresa.

Pode isto?

Uma empresa apresenta dificuldades na sua gestão. Suspende os pagamentos aos credores e entra em falência. Mesmo assim, seus executivos deverão receber bônus de 16 milhões de dólares. Pode isto? Não deveria, já que os responsáveis pela condução dos negócios estão sendo recompensados por sua incompetência. Em que país subdesenvolvido isto ocorreu? Estados Unidos. E o pagamento foi aprovado pelo juiz responsável pelo caso. A empresa: Toy-R-Us. 

SEC, Teste de Howey e moedas

A entidade reguladora do mercado de capitais dos Estados Unidos interrompeu uma publicação da Munchee no Facebook e no Youtube, onde a empresa prometia ganhos de 199% com uma oferta inicial de moeda. Num dos textos da empresa, onde listava as razões para investir do Tokche Munchee estava:

À medida que mais usuários chegam na plataforma, os tokens do MUN mais valiosos serão

Parece que o regulador estaria contra a moeda digital. Mas o texto acima sugere um esquema Ponzi. Além disto, não seria possível prometer este retorno. No início de novembro a empresa parou de vender os tokens e devolveu o dinheiro.recebido.

Este é um exemplo de que nem sempre o regulador atua para coibir pirâmides ou falsas promessas. Além disto, a empresa estava, de certa forma, lançando títulos mobiliários, sem a autorização legal. O texto da Bloomberg cita o Howey Test que corresponde a um teste, criado pela Suprema Corte dos Estados Unidos, para determinar se certa transação é um contrato de investimento. No caso da Munchee, o produto poderia ser um investimento (mas não o Bitcoin) para o autor do texto.

CVM e dois julgamentos

Ontem a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) julgou dois processos de interesse da contabilidade. Em ambos os casos, a entidade impôs penas monetárias aos gestores. O primeiro envolveu a empresa Schlosser e dois dos diretores, além dos membros do conselho de administração. A acusação era que os dirigentes não permitiram o acesso, por parte dos auditores independentes, às informações, o que incluiu informações necessárias para determinar os saldos contábeis, nos exercícios de 2012 a meados de 2014. Outra acusação é que a empresa não fez o teste de recuperabilidade e não contabilizou a depreciação do imobilizado. O segundo processo refere-se a empresa Cobrasma e seus administradores. O auditor alegou que não teve acesso às informações que permitissem mensurar o passivo da empresa no que diz respeito as provissões de processos judiciais e dívidas com instituições financeiras correspondente ao exercício encerrado no final de 2014.

Existem três aspectos preocupantes com respeito ao julgamento de ontem. O primeiro é a morosidade do julgamento (aqui um link para a rapidez a divulgação dos resultados; mas nada sobre a redução nos prazos processuais). Ambos casos ocorreram no exercício social encerrado em 2014 e foram constituídos a partir do parecer de auditoria. Se considerar uma divulgação no segundo semestre de 2015, temos dois anos desde que o fato ocorreu. Há um preceito que permitir uma ampla defesa aos acusados, mas isto não parece justificar um tempo tão longo entre o fato e o seu julgamento.

O segundo ponto que preocupa refere-se aos “atenuantes” invocados pelo relator. Estes atenuantes contribuem com a redução na pena imposta. No primeiro caso, da Schlosser, o relator considerou como atenuante “as severas dificuldades financeiras pelas quais a Companhia passava à época dos fatos”. Parece que o fato de uma empresa passar por “dificuldades financeiras”, seja lá o que isto signifique, permite a compaixão da entidade no momento do estabelecimento da pena. Não faz sentido e pode abrir precedentes. No segundo caso o atenuante foi que durante o exercício de 2014 teria existido baixo volume de negociação, o que também é subjetivo e preocupante, além de inibir a maior liquidez do mercado.

O terceiro fato corresponde a aplicação das penas. Nos dois casos prevaleceu a aplicação de multas. Isto incluiu os membros dos conselhos de administração das empresas. Apesar de chamar a atenção para a relevância deste conselho, a CVM achou que basta a aplicação de penas monetárias para inibir o comportamento inadequado. Não seria também interessante inabilitar o acusado de exercer essa função por alguns anos?

Um ponto positivo é que ambos os casos só foram possíveis graças ao relatório do auditor.

Rir é o melhor remédio

Uma história interessante que aparece no livro Projeto Desfazer, sobre a parceria entre Amos e Danny

“Você nunca vai acreditar no que aconteceu”, disse Danny, incrédulo. “Aquele pessoal do The New York Times fez uma burrada e pôs meu livro [Rápido e devagar] na lista de best-sellers!”

Semanas mais tarde, ele voltou a encontrar esse amigo.

“É inacreditável o que está acontecendo”, disse Danny. “Como o pessoal do The New York Times cometeu a burrada de pôr meu livro na lista de best-sellers, tiveram de manter ali!”


E agora uma de Amos:

Ele [Amos] escutara um economista americano falar sobre como fulano era idiota e sicrano era um tolo, então disse: “Todos os seus modelos econômicos partem da premissa de que as pessoas são inteligentes e racionais, e, no entanto, todos que o senhor conhece são idiotas.”

Outra:

Certa vez, depois de Amos fazer uma palestra, um estatístico inglês se aproximou e comentou: “Eu normalmente não gosto de judeus, mas gostei de você.” Amos respondeu: “Eu normalmente gosto de ingleses, mas não gostei de você.”

12 dezembro 2017

Quem comprou Da Vinci?

Há dias a empresa de leilão Christie´s vendeu um quadro que teria sido pintado por Leonardo da Vinci. Apesar da controvérsia da autoria, os compradores apareceram e um deles venceu o leilão pagando o mais alto preço por uma obra de arte.

Agora o vencedor apareceu. Trata-se do princípe Bader bin Abdullah bin Mohammed bin Farhan al-Saud, da Arábia Saudita.Em termos de histórico em leilões, Bauder era um desconhecido. Outro aspecto interessante é que o governo saudita desencadeou uma campanha contra a corrupção e prendeu diversas pessoas, inclusive da aristocracia, congelou contas bancárias e exigiu um resgate.

Tudo leva a crer que a pintura deverá ficar na filial do Louvre, recentemente inaugurado em Adu Dhabi, nos Emiratos Árabes Unidos. Este país é um antigo aliado da Arábia Saudita.

Atualização: Entretanto a notícia acima pode não ser verdadeira. Aparentemente o comprador foi o Emirato:

“Trabalhamos muito de perto com o corretor neste quadro, fizemos a oferta e conseguimos adquiri-lo, graças a Deus, pelo preço que consideramos ser o valor certo”, disse Mohamed Khalifa Al Mubarak.

Esta declarações surgem três dias depois de a embaixada da Arábia Saudita em Washington ter dito que o príncipe Badr Al Saud atuou como intermediário para ajudar o Departamento da Cultura de Abu Dhabi a comprar o quadro no leilão da Christie’s. O New York Times revelou que a pintura foi comprada por um príncipe saudita chamado Badr bin Abdullah bin Mohammed bin Farhan al-Saud, amigo e associado do príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman. O Wall Street Journal por sua vez disse que o comprador era um representante do príncipe herdeiro.

Sobre o pagamento da administração no Terceiro Setor

Um caso envolvendo uma entidade do terceiro setor em Portugal pode ser uma reflexão sobre o pagamento do administrador para esta situação. Em geral esperamos que os gestores destas entidades sejam não somente honestos como dediquem às atividades de maneira gratuita. Mas será que funciona? No caso da Raríssimas, uma entidade voltada para doenças raras, a gestora [foto ao lado] não somente recebia um salário, como tinha outros benefícios:

(...) a presidente da Raríssimas recebia um salário base de 3.000 euros mensais, a que acresciam 1.300 euros em ajudas de custo, bem como 816,67 euros de um plano poupança-reforma e ainda 1.500 euros para deslocações.

A estes valores juntava-se ainda o aluguer de um carro com o valor mensal de 921,59 euros, bem como compras de ordem pessoal que Paula Brito Costa faria com o cartão de crédito da associação. Uma fatura de um vestido de 228 euros ou de uma despesa de 364 euros em compras de supermercado, dos quais 230 euros diziam respeito a gambas, são alguns dos documentos facultados à TVI por antigos funcionários da Raríssimas.


P.S.: Três dias depois das primeiras denúncias, Paula Brito deixou a presidência da entidade

Devedor Contumaz

Um texto do Valor destaca os problemas dos programas sucessivos de parcelamentos de dívida:

Muitas [empresas] se acostumaram a saldar parte das parcelas e suspender o pagamento, à espera de novo programa. 

Isto corresponde a um incentivo ao não pagamento de tributos:

"O uso indevido de sucessivos Refis não educa o contribuinte", afirma Heleno Torres, professor de direito tributário. 

Outro aspecto refere-se a questão da concorrência. A ação da Secretaria da Receita Federal é muito tímida:

Para enfrentar os devedores contumazes, a Receita criou em 2015 a cobrança administrativa especial, que é uma análise aprofundada da empresa, verificando indicadores como balanço, endividamento e distribuição de resultados e também benefícios concedidos a ela (...) Se a empresa tiver condições de pagar e não o fizer, esses benefícios são cassados. 

É interessante que este texto foi publicado em um caderno especial sobre concorrência desleal.

Rir é o melhor remédio



O jogador de xadrez Ian Nepomniachtchi da Rússia (rating de 2729) parece rezar antes de começar a partida contra o melhor jogador de xadrez de todos os tempos, o norueguês Magnus Carlsen (rating de 2837) no torneio de Londres. A organização do torneio usou a foto e fez uma brincadeira: "Por favor, Deus, faça Magnus cometer um erro". E foi o que ocorreu. Nepo venceu a partida.

11 dezembro 2017

Foto do Ano?

Talvez não seja uma fotografia séria, como deseja a Reuters (aqui) ou a National Geographic. Mas a fotografia a seguir talvez seja a ilustração de 2017 (ou não)


A The New Yorker chamou de Homem Distraído:

No início de 2017, uma fotografia mostrando um jovem com uma camisa xadrez começou a circular pela Web. A foto mostra um cara na rua, de mãos dadas com uma jovem companheira. Está ensolarado; a cena é perfeita para o romance. E, no entanto, o amor do casal é tão grotesco quanto a barba do homem. Outra mulher, vestindo um vestido vermelho sem mangas, passa, e o homem a admira. Seus lábios são pressionados no que parece ser um assobio. Sua namorada sofisticada parece com raiva e horrorizada. No verão, a foto surgiu como o meme mais onipresente e adaptável do ano. Em outubro, Namorado Distraído - como o homem da foto rapidamente passou a ser conhecido - era uma fantasia para Halloween.

Uber e a ética


A Uber se envolveu em mais uma polêmica nos Estados Unidos nesta terça-feira, 28. Um ex-funcionário da empresa disse que ela tinha uma equipe especialmente dedicada a roubar e esconder dados roubados de rivais.

A informação foi divulgada em uma carta assinada por Richard Jacobs, ex-membro do grupo de inteligência da Uber. A carta foi entregue à promotoria pública dos EUA durante uma investigação criminal que envolve a companhia.

Segundo Jacobs, o grupo era uma espécie de força-tarefa secreta que atuava no departamento de marketing e analytics da Uber. Como explica o Gizmodo, o objetivo do grupo era rastrear motoristas de serviços rivais e até funcionários de concorrentes.

Entre as atribuições dessa equipe estava a de invadir a conta do GitHub dos programadores das empresas rivais da Uber para tentar descobrir códigos secretos dos apps concorrentes. Além disso, eles também coletavam dados dos motoristas de outras empresas, incluindo a localização e trajeto dos carros.

O ex-funcionário diz que recebeu instruções de Craig Clark, executivo que foi recentemente demitido da Uber por ajudar a esconder um grande vazamento de dados. Mais de 57 milhões de contas de usuários da Uber foram roubadas por hackers, que receberam US$ 100 mil da empresa para manter a invasão em segredo. (...) 


Fonte: Aqui

Cientista Kardashian

O índice Kardashian foi criado para verificar se a popularidade de um cientista na rede social é muito maior que sua popularidade nos meios acadêmicos. O nome do índice é uma homenagem a família de atrizes modelos celebridades com pouco conteúdo.

Quando o número de seguidores de um acadêmico no Twitter supera substancialmente o número de citações tem-se um cientista Kardashian. Para o caso inverso, temos um cientista subestimado nas redes sociais.

Aqui tem-se a calculadora para o índice. Se o valor for acima de 5, você é um cientista Kardashian.

Particularmente acho que existe um viés para o Brasil, já que o Twitter não é tão popular entre nós.

Rir é o melhor remédio


10 dezembro 2017

O que está ocorrendo na Steinhoff?

A Steinhoff International talvez seja uma empresa desconhecida de muitos brasileiros. Mas com mais de 90 mil empregados, segundo dados de 2015, a empresa atua no ramo de comércio de mobiliário e produtos para casa, com operação na Europa, África, Ásia, Estados Unidos e Nova Zelândia.

Originalmente é uma empresa alemã, fundada em 1964. Em 1997, a Steinhoff comprou parte de uma empresa da África do Sul e terminou por mudar sua sede, atraída pelos baixos custos de produção. Também tornou-se uma empresa com ações negociadas na bolsa de Joanesburgo. Na década seguinte, a empresa comprou a empresa Conforama, com atuação em diversos países da Europa e mais de 200 lojas. Em dezembro de 2015 passou a ter ações negociadas na bolsa de Frankfurt, embora a gestão continuasse na África.

Sua atuação cobre mais de 30 países, 40 marcas, com uma forte presença na Europa. No dia 8 de dezembro a empresa informou que estava cancelando uma reunião anual com banqueiros em Londres, originalmente marcada para esta segunda, reprogramando para o dia 19 de dezembro. Dois dias antes, no dia 6 de dezembro, seu principal executivo tinha renunciado ao cargo depois que a empresa anunciou irregularidades contábeis. Além disto, a empresa informou que estava adiando a divulgação dos relatórios contábeis.

Na quinta, a empresa também anunciou que estaria vendendo algumas unidades, o mais rápido possível, para manter sua liquidez, em um comunicado dúbio. O mercado acionário reagiu a falta de transparência e a possibilidade de grandes perdas em razão das irregularidades contábeis. Em junho as ações da empresa eram negociadas a 5 euros. Em agosto, diante da notícia que promotores alemães estariam investigando a empresa por inflar receitas de suas subsidiárias, a ações começaram a cair, chegando a 3 euros no início da semana passada. Na quarta, diante da confirmação das irregularidades contábeis, as ações caíram para 1 euro, chegando a 0,47 euros na sexta. Em termos de valor de mercado, a queda foi de 18 bilhões de euros para 2 bilhões de euros entre junho e agora.

A figura abaixo mostra o comportamento dos bônus da empresa.

Os problemas da empresa parecem envolver empresas de executivos e certas parcerias que o grupo assumiu que comprometeu o fluxo de caixa para os acionistas. A empresa de auditoria responsável pelas contas da Steinhoff é a Deloitte e as autoridades da África do Sul já solicitaram uma investigação para entender a responsabilidade da Big Four.

Rir é o melhor remédio


08 dezembro 2017

Agrados aos clientes

Como tratar os "agrados" aos clientes? Um questão no Quora mostrou um exemplo interessante, de um cassino:

O cassino tem "promotional allowances", que a empresa define da seguinte forma:

The retail value of accommodations, food and beverage, and other services furnished to guests without charge is included in gross revenues and then deducted as a promotional allowance. Promotional allowances also include incentives earned in our slot bonus program such as cash, complimentary play, and the estimated retail value of goods and services (such as complimentary rooms and food and beverages). We reward customers, through the use of bonus programs, with points based on amounts wagered that can be redeemed for a specified period of time, principally for complimentary play, and to a lesser extent for goods or services, depending upon the property.

Links




Escavando um aterro para encontrar um HD com bitcoin jogado fora em 2013

Dois custos relevantes do Blockchain (e aqui, princípios e aplicações do Blockchain)

Executivo da Volks pega pena máxima por fraude 

Uber pagou para esconder vazamento de dados

O vídeo apontado como tendência global do ano é muito maluco 

Rir é o melhor remédio

Parou tudo porque tem um teste no BuzzFeed chamado:

"Quem seria o orientador do seu TCC em Hogwarts?"

Tirei a Minerva.

A pergunta mais fácil:


07 dezembro 2017

Links

EUA e Inglaterra querem identificar os proprietários de Bitcoin

Periódico com Twitter em maior número de citações

Streaming está matando a música?

O custo com o Pokemon Go (em acidente de trânsito)

Efeito de um banco no crescimento econômico de uma cidade

Propaganda da ING que usa ilusão de ótica




Poder de síntese

O American Economic Review é um dos periódicos mais importantes na área de economia. Agora, o AER está lançando o AER Insights. Uma publicação interessante, que tem o seguinte propósito: publicar textos que possuam uma importante contribuição que pode ser apresentada de forma concisa.

Muitas descobertas importantes são as que exisgem poucas linhas. O texto de Samuelson sobre a eficiência possui três páginas, publicado em 1954. A descrição do DNA, de Watson e Crick, foi publicada em 1953 com duas páginas.

Além disto, uma das propostas do periódico é responder aos autores em no máximo três meses. E as respostas serão rejeição ou aceitação condicional, sem um texto longo nem uma segunda rodada. Os autores também terão um prazo mais curto. O texto deve ter menos de seis mil palavras e no máximo cinco figuras ou tabelas. Isto corresponde a 15 páginas de espaço dois num editor de texto. Ou um terço de um artigo normal publicado na AER.

Rir é o melhor remédio


06 dezembro 2017

Prêmio para beleza contábil (não é ironia)

Por diversas vezes destacamos neste blog que as demonstrações contábeis podem ser criativas e bonitas. Agora, uma entidade venceu o Community Prize, medalha de ouro, do 2017 Information is Beautiful Awards. O relatório anual do Grupo ERGO Hestia, Polônia, de autoria de Hanna Dyrcz é perturbador.

Melhor do que falar, use um pouco do seu tempo para VER. Clique aqui. Lembre-se: são demonstrações contábeis anuais.

Fornecendo informação

Em um texto publicado no Guardian (via FlowingData), Judith Duportail narra a experiência de solicitar os dados que o Tinder tinha sobre ela. A empresa encaminhou 800 páginas de informação: localização, gostos de música, procura de emprego, comidas e outras informações. Conforme ela diz, pesquisas já mostraram que usuários do Tinder tendem a estarem excessivamente dispostos a divulgar sobre sua vida sem perceber.

Se o Tinder tinha 800 páginas, imagine o Facebook...

Rir é o melhor remédio


05 dezembro 2017

Petrobras e os chineses

A Petrobrás informou nesta terça-feira, 5, que assinou um contrato de financiamento de US$ 5 bilhões com o China Development Bank (CDB), com vencimento em 2027, ao mesmo tempo em que anunciou pré-pagamento do saldo devedor de US$ 2,8 bilhões de um empréstimo contratado com o banco em 2009.

A operação faz parte do plano da empresa de melhorar o perfil de sua dívida no mercado, a maior dívida entre as petroleiras no mundo. O endividamento líquido da Petrobrás somou R$ 279,2 bilhões ao final do terceiro trimestre, quando a empresa apontou aumento do prazo médio de pagamento.
(Fonte: Aqui)

Os chineses são conhecidos por apresentarem uma conta salgada em empréstimos para o terceiro mundo. Um aspecto importante é o detalhamento da operação. No empréstimo anterior, a empresa Petrobras divulgou pouco sobre as condições (taxa de juros, condições, prazo etc). Será que isto irá ocorrer agora também?

Cruz Vermelha e Unitel

A Justiça angolana tem curso um processo contra a empresária Isabel dos Santos, presidente da Cruz Vermelha de Angola, por suspeita de fuga ao fisco na importação de bens que estarão ao serviço da sua operadora de telecomunicações, a Unitel. A notícia é avançada pelo site Angola Voz da América (VOA) que dá conta que os prejuízos para o Estado angolano podem ascender a 30 milhões de dólares (25,3 milhões de euros). (Fonte: Aqui)

Isabel dos Santos é a pessoa mais rica da África. Por uma coincidência do destino, filha do ex-presidente de Angolo (por mais de vinte anos), José Eduardo dos Santos. Aqui, um comentário sobre corrupção.

Links

Analisando as imagens de Zuckeberg

Tim Harford: sobre a necessidade de quebrar o Facebook

Em que horário Trump twita?

Ser Educacional irá usar o Watson, da IBM

Como o queijo pode ilustrar as barreiras internacionais ao comércio

Faleceu Walter Schuetze

Importância do custo do insumo

Mais açúcar e leite em pó. Esta foi a forma que a Nutella encontrou para contornar a forte subida do preço da avelã, um fator que está a afetar de forma direta as empresas que trabalham com este fruto seco, de acordo com um artigo que se pode ler no site El Economista. A Nutella, marca de creme de chocolate da italiana Ferrero, terá sido obrigada a mudar a receita sem aviso prévio, no sentido de reduzir a quantidade de avelãs, cujo preço é extremamente volátil e dependente das decisões da Turquia, principal produtor deste fruto seco a nível mundial.

(...) O preço da tonelada de avelã é de 5.600 dólares, de acordo com dados da Freeworld Trading. A título de exemplo, o El Economista cita a associação de consumidores alemã Hamburg Consumer Protection Centre assegura na sua página no Facebook que “a parte de leite desnatado em pó é agora de 8,7% em comparação com o valor anterior, cerca de 7,5… a quantidade de açúcar continua a aumentar para 56,3% (antes era de 55,9%), mas o conteúdo de gordura é ligeiramente inferior até 30,9% (antes era de 31,8%)”.

Além disso, e de acordo com esta associação, também terá sido reduzida a quantidade de cacau e avelãs, mas não é possível determinar a quantidade exata porque a Nutella não disponibiliza percentagens sobre estes ingredientes.


Fonte: Aqui

Rir é o melhor remédio

Beatles para a geração atual:

“Drive My Google Car”
“Ticket to ‘Hamilton’ ”
“ 👩 😍 U, 👍 👍 👍 ”
“She’s Leaving Home to Go Backpacking for a Semester”
“In My Wife!”
“Do You Want to Know a Secret? Click Here”
“I Am the Wall Street Lobbyist”
“While My Video Slowly Buffers”
“Honestly? Honey Don’t”
“And Your Bird Can Oppa Gangnam Style”
“Flying (I’m On Molly) ”
“A Day in My Wife!”
“Lucy Stuntin’ on the Jumbotron with Blood Diamonds”
“Here, There, Yeah, They Love Me Everywhere”
“Ph.D. Candidate Robert”
“Hey My Dude!”
“Lady Madonna? We’re Feuding”
“I Want to Hold Your Phone”
“Her Majesty’s Instagram”
“Help!!! I’m Unskilled”
“With a Little Help from Chandler, Joey, Phoebe, Monica, Ross, and Rachel”
“Don’t Bother Me (Until I’ve Had My Covfefe)”
“Here Comes Global Warming”
“Run for Your Life to Canada”
“Angry Birds Slinging in the Dead of Night”
“Got to Get You into My Wife!”
“Yesterday” (This is a timeless classic.)

04 dezembro 2017

Congresso de Saúde

1er Congreso Internacional de Gestión Pública y de Salud

20 e 21 de marzo de 2018
Universidad de Brasilia - Brasilia - DF - Brasil

Nos gustaría invitarle a participar en el 1er Congreso Internacional de gestión pública y de salud (1er CIGEPS). Este congreso pretende contribuir a la expansión de los estudios y diálogos científicos más allá de las fronteras nacionales para cualificar, profundizar y adensar teórica y científicamente este campo de producción de conocimiento. Además, se les pretende ofrecer un espacio de reflexión a los interesados en la difusión de la investigación en el área de gestión, como elemento central del campo de la política de salud. Se aceptarán artículos escritos en portugués, español o inglés.

El I CIGEPS ocurrirá los días 20 y 21 de marzo de 2018, en la Universidad de Brasilia (UnB). Se trata de un espacio para conferencias, workshops en investigación cuantitativa y cualitativa, foros de discusión de investigaciones recientes en el área de Gestión Pública y de Salud con enfoques cuantitativos y cualitativos, además de la oportunidad de construir redes con investigadores brasileños y de otros países.

Sumisión de artículos: 21/11/2017 a 12/01/2018

Divulgación de artículos seleccionados: 08/01/2018

Inscripciones de autores/congresistas: 06/02/2018 a 09/03/2018

Divulgación de la programación preliminar: 05/02/2018

Inscripciones para Workshops: 05/02/2018

Congreso: 20 e 21/03/2018

Custo Unitário numa prisão

O TCU, num relatório sobre a "realidade prisional" brasileira apresenta um exemplo do uso errôneo do custo unitário:

Em alguns casos, esse custo será reduzido devido ao encarceramento de pessoas em número superior ao limite que a unidade prisional tem capacidade de suportar, ferindo direitos fundamentais do preso e possibilitando a ocorrência de rebeliões.

Mais ainda:

O ímpeto de comparar o custo individual dos presos entre as diferentes Unidades da Federação sem esquadrinhar seus componentes deve ser evitado, pois os baixos custos unitários podem estar refletindo resultados piores em termos de segurança e de disponibilização de assistências previstas na Lei de Execução Penal (material, saúde, jurídica, educacional, social, religiosa, etc.), direitos que, quando não respeitados, repercutem-se diretamente no comportamento dos presos e nos índices de reiteração criminosa. (...)

Segundo a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Sistema Carcerário de 2009, o custo de construção de um estabelecimento penal, em termos absolutos, é normalmente alto, porém corresponde a aproximadamente 10% do custo de manutenção do sistema (obra, funcionários, alimentação, saúde, transportes, água, energia elétrica, etc.) ao longo de trinta anos.


Para resolver este problema, tentou-se padronizar a metodologia de cálculo de custo:

De acordo com o art. 5º dessa Resolução, o custo mensal do preso é definido pela resultante do total de despesas apresentado no mês de referência dividido pela população carcerária do mesmo mês.

Para o cálculo do valor total das despesas, foram definidos no art. 3ª da Resolução os parâmetros (componentes do custo) a serem adotados, tais como: despesas com pessoal (salários, material de expediente, prestadores de serviços, etc.), aluguéis, transportes, água, luz, telefone, manutenção predial e de equipamentos, alimentação e recursos para assistência à saúde do preso.


Trata-se basicamente das "despesas correntes". Ou seja, é muito mais o valor do "orçamento" do que custo efetivo, já que não inclui o custo de construção.

O relatório do TCU comenta que poucas unidades da federação fazem este cálculo.

Bitcoin na visão de quatro economistas

Quatro textos sobre o Bitcoin, numa visão de excelentes economistas. Primeiro, John Cochrane, que afirma que o que está ocorrendo com o Bitcoin é algo “normal”: uma demanda temporária especulativa, com uma oferta temporária reduzida e ausência temporária de substitutos. Para ele, Bitcoin não é um bom dinheiro (gráfico ao lado extraído da sua postagem).

Tyler Cowen, do Marginal Revolution, estima uma demanda por moeda digital em 600 bilhões de dólares; atualmente a capitalização do mercado é de 300 bilhões de dólares. O que significa que há espaço para crescimento.

Stiglitz associa o Bitcoin a evasão e a falta de fiscalização. Para ele, o Bitcoin deveria ser banido.

Jean Tirole, no Financial Times (e traduzido pelo Valor Econômico), pergunta se o Bitcoin é sustentável e se contribui para o bem comum. Segundo ele, as respostas seriam: provavelmente não (a conferir) e definitivamente não.

Finalmente, o grande "economista" Maduro, e também presidente da república, anuncia a criação de uma moeda digital na Venezuela.  

Rir é o melhor remédio


Fonte: Aqui

03 dezembro 2017

Amigo Secreto: Quem me tirou

Hogwarts is my home
Que bom que a Black Friday aconteceu porque fez com que os Correios trabalhassem no domingo. Receber encomenda já é legal, receber no domingo então...!

O Felipe do ContabilidadeMQ falou que está tendo fraude no Amigo Secreto dos Blogs de Contabilidade porque os dois presentes até o momento haviam saído da Paraíba e vindo pra Brasília. Acho que a evidência agora apontará ainda mais Brasília, já que o terceiro presente chegou e é meu! \o/ \o/ Mas calma pessoal, prometo estar tudo de acordo com as normas e regulamentos de amigos secretos de blogs de contabilidade. ;)

Hoje recebi uma linda caixa vinda de Belém do Pará! Já sorri ao ler o remetente: minha querida amiga Polyana, do Histórias Contábeis. Achei ainda mais fofo porque ontem escrevi um cartão de natal para ela no qual eu mencionava algo sobre como seria legal se a gente se tirasse e perpetuasse o Clube da Luluzinha que ocorreu em 2013. (sorry, boys)

E dentro dessa caixa maravilhosa veio uma caneca de Hogwarts, para onde Poly e eu vamos em breve para a reunião Corvinal: “A casa dos que têm a mente sempre alerta / onde os homens de grande espírito e saber / sempre encontrarão companheiros seus iguais.” A confirmação da presença dela estava no lindo cartão que recebi, que veio até com uma cordinha para pendurá-lo na árvore de natal. Nada mais a minha cara!

Obrigada, Poly! Gostei muito do presente, que já está sendo usado. Espero que os próximos presenteados fiquem tão felizes quanto eu!