Translate

29 julho 2017

Fato da Semana: Prisão de Bendine

Fato: Prisão de Bendine

Data: 27 de julho de 2017

Contextualização - Bendine foi presidente do Banco do Brasil, de onde saiu para arrumar a Petrobras. Depois da estatal do petróleo, chegou a ser um dos candidatos para dirigir a Vale, outra grande empresa brasileira. Fez carreira na instituição financeira, mas foi no governo Lula que Bendine foi escolhido para dirigir a entidade. Envolvido em algumas operações estranhas, denunciado por corruptores e com ligações muito próximas de políticos do Partido do Trabalhadores, Bendine hoje recebe uma aposentadoria de R$60 mil e recebeu, no passado, agrados com cifras de milhões.

Relevância - O vídeo em que Bendine aparece num evento defendendo uma nova gestão na Petrobras, um pouco depois de receber dinheiro da Odebrecht, mostra que não devemos confiar nos gestores, mas nas estruturas de controle das empresas. Bendine também foi o responsável pela divulgação do número da corrupção da Petrobras, de R$6 bilhões.

Notícia boa para contabilidade? Por um lado, é desolador ver que Bendine em público falava de transparência, enquanto recebia dinheiro de corruptores. Por outro lado, a punição para o ex-burocrata pode fazer com que pessoas de má fé pensem duas vezes antes de agirem de maneira desonesta.

Desdobramentos - Tudo leva a crer que o próximo será Mantega, o mais longevo ministro da Fazenda que tivemos. E um dos responsáveis pela desastrosa política econômica do governo Dilma.

Mas a semana só teve isto? Sim.

Nenhum comentário :

Postar um comentário