Translate

20 maio 2017

Fato da Semana: JBS

Fato: JBS

Data: 17 de maio

Contextualização
O acordo de delação por parte dos controladores da JBS produziu graves denúncias para o atual presidente e os dois ex-presidentes. A JBS era sempre vista com desconfiança pela forma como cresceu: rápido demais, com dinheiro público ou de entidades vinculadas ao governo (fundos de pensão, inclusive). Durante anos existiram comentários sobre a existência de um sócio oculto na empresa para explicar o fácil acesso da empresa ao nosso dinheiro.

A denúncia afetou a bolsa, o risco brasil, o câmbio e terá efeitos sobre a empresa JBS e outras empresas vinculadas. Mas também mostrou que os controladores da empresa se aproveitam de todas brechas para obterem lucro: a denúncia de que compraram dólar e venderam ações da empresa antes do vazamento mostra com quem as entidades de controle estão lidando.

Relevância
A delação do controlador da JBS esclarece muitas coisas que ocorreram no Brasil nos últimos anos, incluindo a expansão rápida da sua empresa.

Em termos atuais, poderá atrasar diversas reformas, colocar em risco o atual governo, levar a falência a JBS (ou provocar sua internacionalização), mudar a estrutura de poder, agilizar/atrasar as investigações em curso, entre outras coisas.

Para o futuro de longo prazo, poderá ser uma oportunidade para o país rever a forma de capitalismo que queremos.

Notícia boa para contabilidade?
Na semana este blog fez uma análise das demonstrações contábeis da empresa, que foram auditadas e aprovadas em diversas instâncias. Além disto, a empresa está classificada no Novo Mercado

A delação não esclarece todas as dúvidas. Mas os dados contábeis eram claros em mostrar o crescimento exagerado da empresa e sua estrutura de capital, dependente do dinheiro público.

Desdobramentos
A CVM irá mover processo por insider trading; será difícil o atual presidente terminar seu mandato; as reformas irão atrasar mais ainda; mas não haverá investigação dos auditores responsáveis pela JBS.

Mas a semana só teve isto?
A questão do desemprego do setor seria a notícia alternativa da semana.

Nenhum comentário :

Postar um comentário