Translate

27 janeiro 2017

Imposto de Renda Zero 2

Ainda sobre a questão do imposto de renda, a PwC divulgou (via aqui) as alíquotas de imposto de renda cobradas em cada país. A relação de alguns países, das maiores alíquotas as menores, é a seguinte:

55% = União dos Emirados Árabes
40% = Estados Unidos
35% = Argentina, Malta, Sudão, Zâmbia
34.61% = Índia
34.5% = San Martin
34% = Brasil e Venezuela
33.99% = Bélgica
33.3% = França
33% = Camarões
32% = Moçambique, Namíbia e Paquistão
0% = Bahamas, Barain, Bermuda, Ilhas Cayman, Ilhas Man, Suriname, Vanuatu, Bonaire, Guernsey

A média global é de 23.62% e da OCDE é de 24.81%. Na América Latina a alíquota média é de 27.29%.

Entretanto, estas são as alíquotas, o que não significa que correspondam aos valores efetivos. A existência de lacunas na lei ou possibilidades de fazer o planejamento fiscal pode resultado num valor bem abaixo. Para um total de mais de 40 mil empresas globais, Damodaran estimou uma alíquota média menor que 14%, apesar do valor da alíquota na lei ser em torno de 24%.

Um comentário :

  1. Geraldo, obrigado pela observação. Mas perceba que é o imposto pago pelo lucro sujeito a tributação. Assim, corresponde a alíquota oficial, antes das "deduções - principalmente - e adições". Damodaran e os demais autores são claros em indicar que se deve usar a alíquota marginal para fins de avaliação e não a alíquota oficial, que corresponde a segunda parte da frase.

    Assim, uma empresa brasileira está sujeita a alíquota de 34% sobre o lucro antes do imposto, que é o valor informado na tabela da KPMG. Mas "adições e subtrações", que irão levar ao antigo LALUR, fazem com que o valor tributável seja maior/menor. E isto muda conforme a empresa.

    ResponderExcluir