Translate

02 abril 2016

Fábrica de Corrupção



Uma reportagem do The Huffington Post e Fairfax Media  desvenda os meandros de uma empresa que o texto denominou de “fábrica da corrupção”. A empresa atua no setor de petróleo, mas a investigação mostrou que tradicionais empresas ocidentais, como Rolls-Royce, Halliburton, Samsung e Hyundai. E não é a Petrobras.

Trata-se a Unaoil, com sede em Mônaco. É bem verdade que afirmar que se trata do maior escândalo de corrupção do mundo é um exagero. Mas a corrupção da Unaoil atingiu o Iraque, o Irã, a Líbia, a Síria, o Iêmen, o Kuwait e a os Emirados Árabes.

Além disto, a imprensa tem tratado o escândalo de forma tendenciosa, conforme pode ser visto aqui

Nenhum comentário :

Postar um comentário