Translate

14 junho 2015

História da Contabilidade: Dois fatos nos anos após a Independência

A seguir dois fatos originários da pesquisa bibliográfica realizada nos jornais brasileiros no período após a nossa independência.

Educação
Além da existência da Aula de Comércio (1) e dos ensinamentos de professores particulares, a educação contábil também se dava, em menor escala, através de brasileiros que eram enviados ao exterior. Em 1828 o jornal Astro de Minas publicava um anúncio do Collegio Francez e Hollandez, localizado em Antuerpia. Eis o anúncio (linguagem da época):

Collegio Francez e Hollandez em Antwerpia, d´educação, e instrucção debaixo da direcção do Sr J. F. Pandenbrock, com autorisação das Autoridades, e plena satisfação dos Pais de familias pela convicção dos progressos dos discipulos, tanto no desempenho de suas obrigações espirituaes, como temporaes.

O anúncio prosseguia informando que se aceitava meninos entre 6 e 20 anos. Informava também o que se aprendia no colégio:

Escrever, contar, arrumar os Livros por partida dobrada, calculo, e toda a escripturaçao de huma Casa de Commercio (...) (2)

Uso do Método das Partidas Dobradas
A chegada da Família Real trouxe a adoção das partidas dobradas na área pública. Mas tudo leva a crer que isto foi muito mais uma lei que não pegou, do que uma mudança estrutural na contabilidade brasileira. Com efeito, já mostramos aqui que somente no início do século XX é que as partidas dobradas se tornaram uma presença efetiva na contabilidade pública. Um discurso do Ministro e Secretario de Estado dos Negócios da Fazenda mostra isto. Eis o que disse ele sobre a contabilidade:

A falta de uniformidade na escripturação he tão notavel, que o methodo das partidas dobradas he sómente conhecido nas Contadorias Geraes do Thesouro. As Juntas seguem ainda a escripturação simples, donde resulta, além de graves irregularidades, a difficuldade de extrahirem os Balanços annuaes. (3)

(1) Vide a postagem publicada anteriormente sobre este assunto http://www.contabilidade-financeira.com/2015/05/historia-da-contabilidade-aula-do.html
(2) Astro de Minas, 5 de agosto de 1828, ed 112, p. 3.
(3) Publicado no Diario da Camara dos Deputados, ed 28, p. 9, 1828.

Nenhum comentário :

Postar um comentário