Translate

17 maio 2011

Contador do PanAmericano

O ex-contador do banco PanAmericano Marco Antonio Pereira da Silva acusou Wilson de Aro, ex-diretor financeiro da instituição, de ser o responsável pela fraude de R$ 4,3 bilhões descoberta no ano passado.

Em depoimento à Polícia Federal em 16 de dezembro de 2010, e que teve trechos exibidos ontem pela RedeTV!, Silva afirma que Aro foi o responsável pela fraude no banco.

O contador afirmou ainda que executivos do banco se beneficiaram da fraude por meio do pagamento de bônus.

A defesa de Aro, segundo a reportagem da RedeTV!, nega que ele tivesse relação com a fraude.

A principal hipótese é que a fraude contábil tenha sido feita para encobrir uma operação deficitária decorrente de custos elevadíssimos com comissões para lojistas e demais distribuidores de crédito associados a uma captação de recursos com taxas elevadas.

O PanAmericano foi comprado em janeiro pelo BTG Pactual por R$ 450 milhões.

A operação de compra do banco, então do apresentador Sílvio Santos, envolveu o empréstimo adicional de R$ 1,5 bilhão pelo Fundo Garantidor de Crédito ao PanAmericano.

Em novembro, o fundo já havia emprestado R$ 2,5 bilhões, recursos necessários para evitar a quebra do banco.

Folha de S Paulo - 17 de mai 2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário