Translate

29 março 2011

Inflação na Argentina

O Valor Econômico mostra uma reportagem sobre o cálculo da inflação na Argentina (Inflação oficial fajuta na Argentina cria 'calote branco' de US$ 5,2 bi, Daniel Rittner – 28 mar 2010). A questão é a diferença entre a inflação oficial, que no ano passado foi de 10,9%, e o índice real, talvez em torno de 25%.

Ao reestruturar sua dívida, a Argentina lançou títulos indexados ao índice de preços. Estes títulos passaram a representar 23% da dívida bruta de 164 bilhões.
Os juros pagos aos detentores de papéis atrelados à inflação totalizaram US$ 4,1 bilhões em 2010. Esse valor teria mais do que dobrado caso o governo assumisse uma alta mais acelerada dos preços.
Na realidade a situação é mais grave, já que estamos falando de juros compostos. Assim, um valor menor no passado tende a continuar afetando o valor dos papeis nos próximos anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário